E-sessions da banda Veneza 75

257379_157478004320165_2547575_o

259311_157477784320187_5235668_o

257447_157478137653485_5821936_o

Fotos tiradas em ensaio da banda Veneza 75, no estúdio Musika, em Casa Amarela. A sessão foi denominada de E-sessions pelo fotógrafo Pedro Moreira.

 Quando a “antiga” banda Veneza 75 passou pelo seu primeiro –  e fundamental – ciclo de reformulações, continuar com o nome não fazia mais sentido. Isso aconteceu no início de 2012, após a saída de dois integrantes, quando o grupo decidiu iniciar um trabalho mais voltado às músicas autorais.

Com ideias mais concisas, iniciou-se a criação de um repertório na base dos erros e acertos, inclusões e descartes. Esse modo acabou por influenciar na mudança de nome: Venezuela, com o sufixo representando a redução da Veneza para uma forma mais compacta de pensamento – um regime nas bobagens –,  buscando alcançar um novo efeito.

Assim, o antigo funk/rock tocado nos tempos de seis integrantes, foi dando espaço a novas texturas e ritmos musicais. Arranjos começaram a ser mais detalhados. E as letras correram atrás de um equilíbrio entre o coletivo e o particular.

Inspirações alternadas: a fluência da Dave Matthews Band; as sinuosas transformações sociais na América Latina; Radiohead e seu minimalismo; sonhos e livre arbítrio; o realismo fantástico de Caetano Veloso; dogmas e sutileza de Black Dub; o crescimento desordenado dos centros urbanos; Criolo e sua contundência; amores burros…

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *